Archive for the ‘Embraer’ Category

Aviões da Embraer vão substituir os Sucatinhas

04/06/2008

A Força Aérea Brasileira (FAB) assinou nessa semana, um contrato, no valor de R$ 168 milhões, para a compra de dois jatos Embraer 190. As aeronaves da fabricante brasileira substituirão os dois Boeing 737 200, conhecidos como Sucatinhas, que servem à Presidência da República há 32 anos e serão aposentados. O primeiro jato Embraer 190 será entregue à FAB, em março de 2009, e o segundo, em novembro. Em cerimônia na sede da Embraer, em São José dos Campos, o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, disse que em razão do longo tempo de uso a operação dos “bravos 737” tem se mostrado “inviável”. Junto com a obsolescência dos equipamentos, Saito admitiu que panes freqüentes nas duas aeronaves pesaram na decisão de aposentar os velhos modelos. “Ultimamente estavam dando algumas panes, que nos levaram à decisão de trocá-los”, afirmou. Semana passada, na viagem do presidente Lula a El Salvador, na América Central, um dos Boeing, que transportava três ministros, além da equipe de apoio presidencial, apresentou rachaduras no pára-brisas e teve que retornar à capital salvadorenha. Para atender à Presidência, aos Ministérios e também transportar autoridades dos poderes Judiciário e Legislativo, os novos jatos ganharão configuração especial. Segundo Frederico Fleury Curado, diretor-presidente da Embraer, em vez de 2,4 mil milhas náuticas (4,44 mil quilômetros), os modelos encomendados pela a FAB terão alcance de 3 mil milhas (5,55 mil quilômetros), o que lhes permitira fazer viagens à Europa, ou aos Estados Unidos, com uma única escala para abastecer. As aeronaves terão 38 assentos e uma área privativa.

Fonte: Aerus

Embraer registra lucro de R$ 657 milhões em 2007, alta de 5,7%

14/03/2008

A fabricante de aeronaves Embraer lucrou R$ 657 milhões no ano de 2007, com alta de 5,7% sobre os R$ 621,7 milhões registrados em 2006.
Apenas no quarto trimestre, a fabricante teve lucro de R$ 212,7 milhões –queda de 9,3% sobre igual intervalo de 2006, quando o lucro foi de R$ 215,6 milhões.
A receita líquida no ano atingiu a receita líquida atingiu R$ 9,9 bilhões, 20,8% maior que os R$ 8,2 bilhões do exercício de 2006.
Já o Ebitda (lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização) do ano foi de R$ 889,1 milhões — menor que os R$ 952,3 milhões de 2006.
A carteira de pedidos firmes da Embraer atingiu ao final de 2007 o nível recorde de US$ 18,8 bilhões, com destaque para a venda de aeronaves para o mercado de aviação executiva e o bom desempenho de vendas da família Embraer 170/190, acumulando um total de 764 pedidos firmes e 786 opções de compra.
Em 2007, foram entregues 169 jatos, 30% a mais que os 130 entregues em 2006. A estimativa de entregas para 2008 está mantida entre 195 e 200 aeronaves, além de 10 a 15 jatos Phenom 100, cuja certificação está prevista para o segundo semestre de 2008.


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br

Embraer registra lucro de R$ 657 milhões em 2007, alta de 5,7%

14/03/2008

A fabricante de aeronaves Embraer lucrou R$ 657 milhões no ano de 2007, com alta de 5,7% sobre os R$ 621,7 milhões registrados em 2006.
Apenas no quarto trimestre, a fabricante teve lucro de R$ 212,7 milhões –queda de 9,3% sobre igual intervalo de 2006, quando o lucro foi de R$ 215,6 milhões.
A receita líquida no ano atingiu a receita líquida atingiu R$ 9,9 bilhões, 20,8% maior que os R$ 8,2 bilhões do exercício de 2006.
Já o Ebitda (lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização) do ano foi de R$ 889,1 milhões — menor que os R$ 952,3 milhões de 2006.
A carteira de pedidos firmes da Embraer atingiu ao final de 2007 o nível recorde de US$ 18,8 bilhões, com destaque para a venda de aeronaves para o mercado de aviação executiva e o bom desempenho de vendas da família Embraer 170/190, acumulando um total de 764 pedidos firmes e 786 opções de compra.
Em 2007, foram entregues 169 jatos, 30% a mais que os 130 entregues em 2006. A estimativa de entregas para 2008 está mantida entre 195 e 200 aeronaves, além de 10 a 15 jatos Phenom 100, cuja certificação está prevista para o segundo semestre de 2008.


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br