Archive for the ‘United’ Category

United Airlines vai demitir 950 pilotos

24/06/2008


A United Airlines confirmou que vai demitir 950 pilotos, como parte do movimento para reduzir sua frota em conseqüência dos altos preços do combustível. A demissão de cerca de 17% de seus pilotos, além das recentes medidas para reduzir sua frota e capacidade, pode dar à empresa mais condições para aumentar os preços dos bilhetes. A segunda maior empresa aérea dos Estados Unidos em tráfego vai notificar até meados de julho os primeiros 100 pilotos a serem demitidos.

Fonte: Estadão

Anúncios

Passageiro amarrado

29/04/2008


Parece coisa de filme, mas aconteceu de verdade. Passageiros de um vôo entre Hong Kong e Los Angeles ajudaram a dominar e a imobilizar com fita adesiva de alta resistência um homem que havia se atracado com uma comissária de bordo. O vôo era da United e o passageiro encrenqueiro foi preso assim que a aeronave pousou em LAX. Não ficou claro a causa do ataque, mas outros passageiros disseram que o agressor havia bebido bastante durante todo o vôo e que, aparentemente, teria ficado enfurecido quando a comissária avisou que não daria mais bebida. Nas empresas americanas, bebidas alcóolicas são cobradas pela tripulação na hora da distribuição aos passageiros. Em média, uma dose (aquelas garrafinhas pequenas) sai por US$ 5. Como se pode ver nesse caso, a obrigação de vender não é mais imperiosa que a de proteger quem está viajando de bêbados indesejáveis. Além de ser imobilizado com fita adesiva, o passageiro seguramente vai enfrentar um processo pesado na Justiça. Desde o 11 de setembro, incidentes dessa natureza são tratados com o máximo rigor.

Fonte: JB Online

United e Aer Lingus assinam acordo de code share

15/04/2008

A United Airlines e a empresa aérea irlandesa Aer Lingus assinaram um acordo estabelecendo o início da operação de vôos em code share entre as duas empresas. O acordo deverá levar à expansão das redes internacionais das duas empresas e trará novos benefícios aos membros dos planos de fidelidade Mileage Plus, da United, e Gold Circle Club, da Aer Lingus.
Se aprovado pelos dois governos, o acordo entrará em vigor por volta do dia 1 de novembro. Com ele, os clientes da United e da Aer Lingus ganharão mais opções de vôos entre Estados Unidos e Irlanda e poderão usar igualmente as milhas acumuladas em seus planos de milhagem nas duas empresas.
O acordo foi assinado em Chicago, nos Estados Unidos, pelo CEO da United, Glenn Tilton, e pelo CEO da Aer Lingus, Dermot Mannion. Chicago é a sede e um dos principais centros de conexões da United, recebendo diariamente vôos do Rio de Janeiro e São Paulo.
Falando na ocasião, Mannion manifestou seu orgulho pela associação e destacou as vantagens que ela trará para os clientes da Aer Lingus, pondo à sua disposição novos destinos em todos os Estados Unidos. “A United compartilha de nosso compromisso em oferecer um excelente serviço ao cliente”, afirmou.
O vice-presidente sênior de Alianças e Assuntos de Regulamentação da United, Michael Whitaker, sublinhou os laços históricos que unem Chicago à Irlanda e a oferta de mais vôos sem escalas sobre o Atlântico Norte que o acordo propiciará à United. “Esta associação com a empresa aérea nacional da Irlanda dará a nossos clientes maior conforto e acompanha a política de expansão da rede internacional da United”, disse.

Fonte:ML&A

United tem índice de ocupação de 82,7% em março

10/04/2008

Empresa transportou 5,74 milhões de passageiros durante o mês

A United Airlines transportou 5,74 milhões de passageiros em seus vôos regulares durante o mês de março deste ano, de acordo com o relatório preliminar sobre as operações da empresa. Foram realizados 45.573 vôos. O índice de ocupação global foi de 82,7%.
Os principais dados referentes às operações da United em março de 2008 foram:

Passageiros pagantes, vôos regulares: 5.748.000
Número de decolagens, vôos regulares: 45.573
Índice de ocupação: 82,7%
Passageiros-quilômetro (RPK), incluindo vôos fretados: 16.160.687.000
Assentos-quilômetro oferecidos (ASK): 19.537.816.000
Carga transportada, toneladas-quilômetro: 1.772.117.000

Os dados para os três primeiros meses do ano, de janeiro a março, são:

Passageiros pagantes, vôos regulares: 15.245.000
Número de decolagens, vôos regulares: 129.469
Índice de ocupação, global: 78,0%
Passageiros-quilômetro (RPK), incluindo vôos fretados: 43.333.510.000
Assentos-quilômetro oferecidos (ASK): 55.566.562.000
Carga transportada, toneladas-quilômetro: 4.621.946.000

A United Airlines opera mais de 3.720 vôos diários, em conjunto com a United Express e a Ted, servindo mais de 210 destinos a partir de seus centros de conexões (hubs) em Chicago, Washington, Los Angeles, São Francisco e Denver. Com uma malha internacional de destinos em países na Ásia, Oceania, Europa e América Latina, a United é uma das maiores empresas aéreas do mundo com sede nos Estados Unidos. A United é também membro fundador da Star Alliance, por meio da qual seus clientes podem chegar a 855 destinos em 155 países em todas as partes do mundo. Os 56 mil funcionários da United residem em todos os estados dos Estados Unidos e em diversos países. Do Brasil, partem diariamente vôos para os aeroportos O’Hare, em Chicago, e Dulles, em Washington, dos aeroportos de Guarulhos, São Paulo, e Galeão, Rio de Janeiro. Em codeshare com a TAM, a empresa oferece vôos de São Paulo e Rio de Janeiro para Miami e Nova Iorque, e de Manaus para Miami.

Fonte: ML&A Comunicações

Erro de calibração deixa 747 da United no chão

24/03/2008

A United Airlines reteve no solo sete de seus B747 depois de descobrir que a companhia encarregada da manutenção, a Korean Airlines, usou para a calibração dos altímetros um instrumento que não estava corretamente regulado. Segundo a empresa, todas as aeronaves passarão por nova e completa vistoria. O anúncio veio dias depois de a FAA ter determinado que as empresas aéreas precisam cumprir todos os regulamentos exigidos. A demanda segue a aplicação de uma multa de US$ 10,2 milhões à Southwest pelo fato de a companhia ter permitido que dezenas de antigos B737 continuassem a voar apesar de os prazos de vistoria terem sido estourados. A United afirma que não há relação entre as determinações recentes e as decisões e que informou o problema voluntariamente à FAA – o que na indústria é considerado uma forma de ganhar imunidade contra multas e outras penalidades futuras.

Fonte: http://www.aeronautas.org.br